Ar-condicionado para dutos: o que eu preciso saber?

Você também tem a impressão de que o verão fica cada vez mais quente a cada ano que passa? Com as altas temperaturas, muitas pessoas têm recorrido ao ar-condicionado para garantir mais qualidade às suas rotinas. Mas você sabe qual é o modelo o ideal para as necessidades do seu espaço?

Os grandes estabelecimentos têm investido em projetos de climatização para atender cada vez mais as necessidades dos seus clientes, proporcionando um clima interior agradável. A opção mais interessante para eles é o ar-condicionado para dutos. Nessa hora, surge a dúvida: será que esse sistema também pode ser utilizado em residências?

Neste artigo, vamos esclarecer um pouco mais sobre esse modelo de ar-condicionado, suas aplicações, vantagens e desvantagens, além de outras informações importantes. Vamos começar?

O que é ar-condicionado para dutos?
Também conhecido como ar central, duto ou dutado, esse modelo de ar-condicionado costuma ser mais indicado para estabelecimentos maiores, como shoppings, cinemas, casas de shows, salas comerciais, entre outros. Isso porque esses locais necessitam de uma maior potência de refrigeração, climatizando e melhorando a distribuição de ar em vários ambientes ao mesmo tempo.

No entanto, esse equipamento é pouco indicado para residências, uma vez que a instalação de dutos é realizada bem próxima ao teto do ambiente, sendo necessário o rebaixamento para finalizar com o acabamento em forro ou gesso.
Para instalar o ar-condicionado para duto em uma residência, portanto, ela precisaria ser uma grande construção, com altura de teto suficiente para comportar o sistema. Também deveria conter diversos ambientes, o que caracterizaria uma área extensa, para que esse modelo de ar-condicionado fosse realmente indicado.

Com esse equipamento funciona?

Para fazer a refrigeração dos espaços esse modelo de ar-condicionado aproveita o próprio ar do ambiente. Ele é capturado e passa pelos filtros, que retêm impurezas, como a poeira. Depois o ar segue para as serpentinas, onde é resfriado.

As serpentinas contêm um gás com propriedades químicas que possibilitam o resfriamento do ar. O mais utilizado é o R-22 ou HCFC22 (Clorodifluorometano). Depois de resfriado, o ar é lançado nos dutos de ventilação, e volta ao meio através de um ventilador de alta pressão.

Quais são as vantagens e desvantagens?
Entre as principais vantagens do ar-condicionado para dutos podemos destacar:
a versatilidade de poder climatizar vários ambientes simultaneamente de forma eficiente e uniforme;
menor gasto de energia, pois não precisa instalar um aparelho em cada ambiente;
modelo mais discreto, pois não fica exposto;
distribui o ar de maneira mais eficiente.
Em contrapartida, existem algumas desvantagens como:
o controle de temperatura é feito apenas em um ponto;
o nível de ruído é maior em comparação a outros tipos de ar-condicionado;
dificuldade para limpeza dos dutos;
maior custo de obtenção, manutenção e operação.

Qual a principal diferença entre o ar-condicionado para dutos e os modelos convencionais?

A principal diferença entre o ar-condicionado para dutos e outros modelos de condicionador de ar está no modo de instalação. O ar-condicionado para duto necessita de uma rede de dutos e de grelhas metálicas para a distribuição de ar, enquanto os aparelhos comuns não precisam.

Além disso, esse sistema oferece uma melhor distribuição de ar devido ao seu modelo apresentar estrutura em dutos, que podem se adaptar e aderir conforme as necessidades do ambiente.

Assim, o ar-condicionado para dutos é uma ótima opção para construções maiores, pois gera economia e também se mostra eficaz, proporcionando melhor controle da temperatura ambiente. Mas não é indicado para residências comuns e espaços menores, devido à falta de estrutura para sua instalação.

Via InformAr

Desenvolvido por Tao Design